Taoismo

A arte marcial taoista

A arte marcial Taoista da mudança

Uma frase muito usada no oriente, and e de profundo significado é: ”Estar no olho do furacão”. O olho do furacão é o único lugar onde impera a calma e quietude, onde apesar de toda força de destruição ou de renovação do furacão, esta não se faz presente ali, ”num reino de mudanças drásticas, reina a paz e quietude, em seu centro”.
Esta frase traz a reflexão, de que mesmo nas atribulações mais profundas de nossas vidas devemos manter-nos em equilíbrio e silêncio, pois se perdermos nosso eixo ,as atribulações irão nos afetar,nos desagregando e desequilibrando,nos fazendo mergulhar no caos,onde perdemos a noção da própria realidade, e muitas vezes de nós mesmos.
Existe uma arte marcial Taoista,que nos ensina uma caminhada para compreender,”o caminho do olho do furacão”,é o Ba Guá,a arte marcial da mudança.Aprende-se no Ba Guá ,a trabalhar o eixo,ou melhor a todos os eixos,os físicos- mentais,e os energéticos –espirituais.Cada movimento é estudado para proporcionar ao caminhante,uma oportunidade de compreender,seu universo próprio,e consequentemente o que lhe cerca.Ao estudar seus eixos fica o estudante,capacitado a começar o entendimento da ”arte da mudança”,que é a sua capacidade de executar qualquer movimentação,sem perder a harmonia,mantendo o equilíbrio,e reforçando seu silêncio interior.
É interessante notar que todo aluno que pratica esta notável arte marcial Taoista,se sente desafiado a trabalhar suas emoções e sentimentos,pois toda a movimentação é feita, respeitando a distribuição das 8 direções,e principalmente a circularidade nestes.
Mantendo seus eixos se circula dentro de um circulo, respeitando a circularidade do próprio ser humano. Sua mente circula… Seus sentimentos, seus corpos… E os movimentos continuam… As mudanças…E quando nos percebemos tudo circula a nossa volta,e somos o eixo de tudo,o universo inteiro circula em torno de nós.Estamos sem buscar estar, no “olho do furacão”. Vivenciamos o estado bem aventurado de perceber a tudo, sem perdermos a nós mesmos. Cumprimos a partir daí, nosso papel de nos humanizar, sem medos ou traumas, e principalmente sem nos rotularmos,pois somos únicos em nós mesmos.
É o Ba Guá ou arte marcial da mudança,a arte marcial chinesa mais individualizada existente até hoje,pois ela visa proporcionar através de sua vivências,experiências únicas,aprendemos a lidar com a circularidade da vida ,meditando em movimento e aprendendo com círculos,a estar mais presentes em equilíbrio com a vida em nós,e a nossa volta.

Encontros com o TAO

O estudo do Taoísmo é nossa proposta nesses encontros. Desenvolvem-se nestes uma visão profunda, do que é verdadeiramente o Tao; visto este como caminho,palavra,sentido da vida,ou o que se propuser o estudante deste.
É nossa proposta, acima de tudo, compreender o Taoísmo, através da análise de problemas atuais e pessoais das pessoas que nos buscam. Desenvolvemos nestes encontros um estudo através do Tao te king, de Lao Tse,e suas inúmeras traduções (em geral estudamos 5 traduções).

Nossa vertente de estudo e prática, é o Tao Jia,ou caminho do Tao. Por entendermos que este aglutina em torno de si um número maior de estudiosos do Tao,permitindo que pessoas de todos os matizes religiosos e filosóficos possam compartilhar destes momentos de compreensão e sabedoria de suas vidas privadas e em sociedade.

Procuramos nestes momentos resgatar os aspectos mais profundos da tradição Taoista,principalmente a prática da filosofia e vivência desta,tendo como referência nossa cultura,nossa vida,nossos problemas e nossas conseqüentes soluções,o tema é livre,bem como a escolha da parte a ser estudada.

O Taoísmo deve ficar claro,teve sua origem na China,há milhares de anos,tendo em muitos de seus estudos uma conotação de linguagem oriental,ou melhor chinesa.Mas é o Taoísmo uma filosofia universalista,permitindo que qualquer individuo,cultura ou nação possam estudá-lo sob o prisma de suas vivências e experiências.Acima de tudo dá-nos o estudo do Tao,uma visão muito profunda da realidade que vivemos,nos ensina a ser compreensivos,tolerantes e a não pré-julgar a nós e nossos semelhantes.Não é religião,mas trás ao estudioso e praticante transformação,permitindo o surgimento da espiritualidade,surgindo um bem estar maior,que se demonstra sendo construído de dentro para fora,em justaposição a vida que se transforma de fora para dentro .

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *